7 dicas para um orçamento doméstico de sucesso

Postado em por brenda

orçamento doméstico

O orçamento doméstico é uma parte importante das nossas vidas e envolve não somente as suas decisões econômicas como as de toda a sua família, caso morem na mesma casa.

Neste artigo, entenda o que é orçamento doméstico e como organizá-lo da melhor forma possível para ter uma vida financeira mais saudável. Confira!

O que é orçamento doméstico?

A ideia é registrar todas as receitas e todos os gastos da família. Portanto, o orçamento envolve mais do que dinheiro, envolve a educação financeira que você dá aos seus filhos e a comunicação entre os membros da família.

Isso não significa só unir esforços para ter uma vida economicamente saudável e conquistar sonhos como viagens internacionais e novos carros. Serve para não cair em furadas e acabar com grandes dívidas.

Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC), cerca de 12 milhões de famílias brasileiras estão atualmente endividadas. Trata-se do maior nível de endividamento já registrado pela confederação, que analisa os dados há 11 anos.

Entre as famílias endividadas, 25,6% disseram que já possuem contas em atraso, enquanto 10,1% afirmam que não terão condições de pagar suas dívidas futuras.

Embora muito dessa realidade se deva à crise econômica, é importante conversar com toda a família sobre orçamento familiar para evitar problemas na sua casa.

Como organizar o orçamento doméstico?

Garantir a organização da vida econômica da família toda pode não parecer fácil agora, mas com organização e paciência, é possível e fará muita diferença a longo prazo.

A seguir, veja 7 dicas para organizar o orçamento doméstico:

Comece

Antes de mais nada, é preciso começar!

Não deixe a organização do seu orçamento familiar para amanhã. Fazendo isso você corre o risco de “ir deixando para amanhã” e o momento nunca chegar.

Além disso, você pode nesse momento estar perdendo boas oportunidades de poupar dinheiro para tirar aquelas férias com a família que você tanto quer.

Liste tudo

Listas podem ser ferramentas simples, mas são poderosas!

Afinal, o primeiro passo para economizar é conquistar o controle sobre seus ganhos e despesas de todo mundo. Para isso, anote quanto dinheiro está entrando e saindo, seus boletos, faturas, conta do mercado e qualquer outro gasto

A lista vai te ajudar a entender como está a sua situação financeira e o que pode ser mudado. Para isso, você pode fazer uma lista de papel, uma planilha no Excel ou até utilizar um aplicativo especializado para finanças. 

Use o que for mais prático para você entender a economia da sua família.

Enfrente as dívidas

Agora que você já está determinado a começar a organizar o orçamento doméstico e listou todo o dinheiro que entra e sai, é hora de resolver um problema chato: as dívidas.

Caso você tenha contraído dívidas, tente pegá-las assim que possível para não acumular juros. Dê preferência às dívidas que oferecem amortização de juros no caso da antecipação das parcelas – assim, você pode economizar ao pagar à vista.

Considere também realizar uma portabilidade, ou seja, quando você transfere um empréstimo ou financiamento de um banco para outro, que oferece condições melhores.

Outra ideia é procurar a ajuda da Simpay!

A empresa proporciona o pagamento parcelado de contas através do cartão de crédito (aceita todas as bandeiras), com taxas acessíveis e sem burocracia. 

O processo pode ser realizado por meio da plataforma somossimpay.com.br e em pontos credenciados, em municípios do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Ceará e Rio Grande do Norte.

Corte gastos desnecessários

Seja para sair do vermelho, seja para poupar e realizar um grande sonho, todo mundo está sempre tentando cortar gastos.

A melhor forma de fazer isso é identificando-os na lista que você preparou com todas as despesas da família. Cada casa é diferente, então cabe a você analisar qual gasto está excessivo e pode ser reduzido ou eliminado,

Uma boa ideia é estabelecer uma meta de quanto você quer diminuir os gastos. Você pode começar com uma meta pequena como 2%, por exemplo, e aumentar a 8% quando conseguir.

Essa prática vai te ajudar a questionar os hábitos de consumo da família ao se perguntar “Nós realmente precisamos disso?”.

Leia também: 10 dicas fáceis para economizar

Converse com a família

Para ter o melhor desempenho no seu orçamento familiar, é importante que todos os membros estejam a bordo. 

Convencer seu companheiro ou companheiro disso pode ser fácil, afinal ambos são adultos conscientes e com contas a pagar. No entanto, é preciso dar atenção especial às crianças e adolescentes.

É importante ensinar os filhos sobre o valor das coisas, seja de brinquedos ou de itens do mercado. Assim, além de ajudar no orçamento familiar, você os está preparando para o futuro, quando poderão ser independentes e cuidar de seus próprios orçamentos graças ao que você ensinou nesse período.

Porém isso não é feito somente largando uma mesada na mão de uma criança. É preciso saber conversar e dar o exemplo. Mas não se preocupe, reunimos 8 dicas para ensinar educação financeira para crianças e jovens.  ****COLOCAR AQUI O LINK QUANDO ESSE TEXTO FOR PUBLICADO****

Cuidado com o cartão de crédito

Quando falamos de cartão de crédito, falamos de algo que trouxe novas possibilidades de compras, mas também falamos do inimigo número 1 do orçamento familiar.

Segundo a mesma pesquisa do CNC que mencionamos antes, o meio de pagamento representa quase 85% de todas as dívidas dos brasileiros. Em segundo lugar, aparecem os carnês. O tempo médio para a quitação das dívidas atrasadas é de, em média, 60 dias.

A chave é acompanhar a sua fatura o tempo todo para garantir que nunca seja mais do que deveria. Estabeleça um limite para o quanto pode ser gasto no cartão em um mês e tente diminuir esse valor quando possível.

Hoje, é possível realizar esse acompanhamento facilmente pelo seu smartphone com os aplicativos de bancos e fintechs.

Veja mais dicas de como usar o cartão de crédito a seu favor!

Analise tudo mensalmente e compare dados

Não adianta fazer tudo isso e deixar-se perder no caminho. Anote ganhos, despesas e o que foi feito para diminuir os gastos durante o mês e sente-se para analisar todas as informações.

O que você tentou nesse último mês funcionou? Seus gastos diminuíram ou aumentaram? Quais categorias estão consumindo mais dinheiro? Onde ainda é possível cortar despesas? 

Responder essas perguntas é importante para decidir o curso do próximo mês.

Informação é poder

Organizar o orçamento da sua família parece uma tarefa difícil quando você não tem as informações necessárias.

Mas não tema! Nós queremos te ajudar. Dessa forma, recomendamos fazer a lista logo no começo com todos os ganhos e despesas, além de criar uma rotina de análise dos dados.

Além disso, ter mais conhecimento de economia pode ajudar.

É por isso que aqui na Simpay compartilhamos novos conteúdos de educação financeira! Afinal, sempre pode-se aprender mais e melhorar a organização do seu orçamento.

Postado por: brenda

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Leia também: